segunda-feira, 26 de maio de 2008

Uma Semana

Ali sentado na beira, o silêncio

Sem vento, sem barulho de criança, nem sequer ouvia sua respiração

Mas ali, sentado na cabeça, o pensamento

Inquieto, nervoso, ligeiro

Era tudo ao mesmo tempo, os prazos, as promessas, os casos

Não tinha tempo para te olhar

Apesar de não fazer nada

O que tem pra fazer?

O que posso fazer?

Ah, vai lá e faz, ele dizia

Mas a cabeça não deixa

Muita coisa pra fazer

Muita decisão pra tomar

E o tempo que era muito

Virou tempo nenhum

Em uma semana

Isso tem que se resolver

Em uma semana

Isso vai acabar

Os medos, as dúvidas, os caminhos

Os casos, as promessas e os prazos

Vão se transformar

Em uma semana

Um comentário:

Shelha disse...

A minha semana voa, e eu nunca percebo que deixei tudo... pra lá ou pra cá.

Me sinto como essa semana, parada, em greve e incrivelmente idiota

*ps: eu adorei o texto! Não sabia que tinha tanto paraense com blog.